Automóveis Brasileiros

Dicas, Reviews e News de carros!

Reviews

Revisão – 2021 Ford Mustang 5.0 Mach 1 – CarPoint News

Spread the love

Por Marcus Lauria e Marcelo Dosec (texto) / Fotos: Jeferson Felix e Marcus Lauria

Existe uma relação entre núcleos e emoções. Exemplo disso e aquela famosa rede de Comida rápida, que combinou o vermelho e o amarelo de forma inteligente ao longo dos anos, valendo-se estes núcleos para ludibriar nossa fome e nos fazer ignorar as calorias e outros malefícios. E, deixando uma fome de lado, o vermelho tende a despertar paixão, especialmente quando reveste carros de tração traseira, com muitos cavalos no motor e um cavalo na grade dianteira.

Sei que você deve ter pensado em uma Ferrari, mas este não é o caso aqui. A maioria do Ford Mustang Mach1 que é esports para jogar no brasileiro, que atrai olhares deveras famintos, mesmo não sendo um Big Mac.

Se você estiver ao volante de um Mustang, precisa se acostumar com os olhares. É como andar nas ruas ao lado de uma top model – você vê uma. É o tipo de carro que não pode ter um dono ciumento, afinal, seja parado ou andando, todos olham, procuram e tentam encostar nele. Quando parado, chama mais atenção do que monumentos, não tem uma pessoa que não estique os olhos – ou a câmera do celular para ele. Acha um pouco? Alguns até pedem para entrar no carro e fazer uma foto como se estante dirigindo. Poisé, eu passei por todas essas situações durante o teste de cinco dias com o “muscle car” da Ford.

O Ford Mustang é um dos carros mais emblemáticos da indústria automotiva mundial, sempre foi referenciado quando o asunto é “muscle car”. E deve grande parte da sua mística como edições especiais. Pensando assim, a Ford não perdeu o ritmo e lançou o Mustang Mach 1 que já está à venda no Brasil e com fila de espera para nossos futuros compradores.

O primeiro Mach 1 foi lançado em 1969, como uma proposta para preencher a lacuna entre o Mustang GT e o Shelby. Teve duas atualizações em 1974 e 2003 e Volta agora, 17 anos depois, como modelo 2021, com o motor mais potente da linha, design exclusivo, aerodinâmica refinada og vários aprimoramentos mecânica contínua legaidade a para esse.

Entre tantas novidades, o novo Mach 1 traz várias peças dos icônicos modelos Bullitt, Shelby GT350 e Shelby GT500, incluindo sistema de refrigeração do diferencial traseiro e radiador da transmissão. Tambémé a primeira conexão Mustang, com o aplicativo FordPassTM Connect para controle remoto e diversão para o veículo.

Produzigo em edição limitada, o Mach 1 commeça será vendido nas lojas especializadas da marca com preço base de R$ 523.790 (que pode variar com os impostos estaduais), substituindo a versão Black Shadow no Brasil. Nossos pedidos de reserva foram abertos um dia antes do 57º aniversário do modelo (comemorado em 17 de abril), com entregas feitas desde junho.

O Mustang Mach 1 de quarta geração é um carro focado em performance, o esportivo acelera de 0 a 100 km/h em 4,3 segundos, atinge velocidades máximas de 250 km/h, limitado eletronicamente, e exibe um comportamento diversificado.

Seu estilo traz várias referências históricas, com uma releitura moderna. São esses detalhes que fazem desta copa esportiva um futuro clássico. Estão lá a faixa preta com friso colorido no capô e nas laterais. En linhas revelaram o extenso trabalho de refinamento aerodinâmico, que faz o carro parecer “colado” ao chão e evoluiu em uma melhora de 22% no “força descendente“.

Visto de frente, o esportivo traz uma nova grade, com o emblema do cavalo no centro e dois grafismos redondos que remetem aos auxiliares do modelo 1969. O para-choque também tem desenho exclusivo, com um novo difuso de duas enarida laterais para surpreender os novos radiadores.

Do lado o Mustang nos revela grafismos nas portas e na região inferior da carroceria se conectam com o carro original, completos pelo emblema Mach 1 no paralama dianteiro. Som rodas de 19 inções com ação cinza brilhante deixam à mostra os poderosos freios Brembo. Nossos pneus são 255/40 R19 na dianteira e 275/40 R19 na traseira.

A traseira é ainda mais emblemática com um novo aerofólio de perfil discreto e supereficiente, bem como o difusor com recortes triangulares e as quatro ponteiras de escape integrados, trazidos do Shelby GT500. Som lanternas são interligadas por uma faixa preta, com a signature Mach 1 no centro.

Segundo a marca, o novo piso tem uma importante função aerodinâmica: ajuda a direcionar o fluxo de ar para o resfriamento do motor, quando a transmissão e os dois freios funcionam quando o carro não funciona. A esportiva está disponível em oito combinações de núcleos: a preta Dover tem listras pretas com contorno laranja. Nos branco Ártico, preto Astúrias e Prata Orvalho, esse contorno e vermelho. Ja no azul Indianápolis, laranja Astana, vermelho Arizona e amarelo Talladega ou contraste é feito com o branco.

Por dentro, o Mach 1 tem um interior esportivo e requintado, com cores e materiais de escapamento selecionados espacialmente. Uma placa afixada no painel com o número de identificação de cada veículo reforça a sua certeza. O estilo cockpit, com forte influenza aeronáutica, é focado na ergonomia e deixa o motorista bem à volta para dirigir. Us commandos na direción e no panel, o panel de instrumentos digital, o cambío e o console central contribuem para essa sensação de fuselagem de aviaone, inspirados em velocidad.

Os bancos contam com vezamente em couro perfurado que serve também ao sistema de aclimatação e refrigério. Com desenho exclusivo o desenho faz um tributo ao Mach 1 original, com recortes horizontalis e um detalhe de cor contrastante no contraste – laranja na versão cinza Dover e em tom claro nas demais.

Exclusividade é o que falta nesta versão do Mustang. Detalhes de metal polido og escurecido ajudam a dechir o modelo ainda mais esportivo, assim como a soleira das portas traz um desenho com a assinatura Mach 1 e iluminação que pode ser personalizada em sete núcleos. À luz da aproximação dos retrovisores externos com a projeção do ícone do cavalo no chão é um mimo extra.

Para dirigir Mach 1, o motorista pode escolher os modos de condução – Normal, Esportivo, Esportivo+, Pista, Drag, Neve/Molhado e My Mode –, que adaptam as configurações do veículo para extrair o melhor desempenho em cada condição. Com um comando no painel, eles variam os parâmetros de: velocidade da mudança de marchas, resposta do acelerador, atuação dos freios ABS, controle de estabilidade, ajuste da direção, suspensão adaptativa e ruído do escape.

Com 12 instrumentos digitais, permite i.a. motoristas para personalizar núcleos e mestres e acesso a aplicativos de pista, que incluem um marcador de 0 a 100 km/heo Line Lock para “burn out”. O escapamento com ajuste de válvula ativa oferece quatro níveis sonoros: silencioso, normal, esportivo e pista. O modo silêncio pode ser agendado, por exemplo, para não incomodar os vizinhos de manhã. Nos modos esportivos e pista o som fica mais encorpado.

No que diz respeito à segurança autónoma, o Mach 1 está equipado com alerta de colisão com deteção de peões e travagem de emergência, assistente de faixa de rodagem e alerta de fadiga. Tem ainda oito airbags (frontais, de cortina, joelhos e tórax), controle eletrônico de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, câmera de ré com sensor de parkingo, farol alto automático, sensor de chuva de chuva individual deao .

O Mach 1 é equipado com o sistema FordPassTM Connect que dá acesso a informações e comandos do veículo via celular. Como por exemplo, travar e destravar portas com apenso um toque, de maneira remota, ou entrar no veículo sem a chave. O usuário também pode sair da parte remota e ligar o ar condicionado para deixar o carro na temperatura ideal, pronto para sair. O sistema ainda envia notificação de alarme em tempo real e mostra a localização do veículo. Outra vantagem é que você não é surpreendido por pneus com baixa pressão usando o sistema de monitoramento.

O Mach 1 tem central multimídia SYNC 3 com navegação e comando de voz, que permite fazer e receber chamadas som tirar a mão do volante, além de conexão com Apple CarPlay ou Android Auto. Em um sistema de som alto da Bang & Olufsen, a Bang & Olufsen oferece uma experiência acústica, com 1.000 W de potência, 12 alto-falantes e um subwoofer de 8 polegadas.

O conjunto formado pelo motor Coyote V8 5.0 e transmissão automática de duas marchas tem uma calibragem exclusiva que gera um ganho de 17 cv, entregando uma potência de 483 cv (a 7.250 rpm) emo de 9m 06.xi mmmmm). Dirigir o Mustang Mach 1 é uma experiência envolvente que traz uma sensação única de poder e controle.

O Mach 1 é uma nova conversão de torque, com trocas mais rápidas, e componentes de alta performance. Entre eles, estão a barra antitorção e o sistema de indução de ar “caixa de ar aberta” do Mustang Bullitt.

O coletor de admissão, o corpo de borboletas maiores, o sistema de arrefecimento do motor e o radiador da transmissão vêm para o Shelby GT350. Sim, o escapamento, o difusor traseiro, o conjunto de braços e buchas da suspensão traseira e o sistema de arrefecimento do diferencial traseiro são compartilhados com o Shelby GT500.

Uma suspensão adaptativa MagneRide, com fluido eletromagnético viscoso, também possui uma calibração exclusiva que aumenta o desempenho na pista. Para gerar tanta potência e torque, os freios dianteiros Brembo de 15″ com pinças de alumínio, seis pistões de 36 mm e pastilhas desenvolvidas para as pistas.

*FOLHA DE DADOS TÉCNICOS:

Mecânica

Motorização 5.0

gasolina combustível

Potência (cv) 483

Torque (kgf.m) 56,7

Velocidade Máxima (km/h) 250

Tempo 0-100 (s) 4.3

Manual Cambio para 6 de março

Tração Tração

direção elétrica

Suspensão dianteira Suspensão tipo McPherson e dianteira com barra estabilizadora, roda tipo independente e molas helicoidal.

Suspensão traseira Suspensão traseira tipo Multibraço com barra estabilizadora, roda tipo independente e molas helicoidais.

Dimensões

Altura (mm) 1.379

Comprimento (mm) 1.915

Elogio (mm) 4.788

Pesos (Kg) 1.681

Tanque (L) 61

Eixo de entrada (mm) 2.720

Residentes 4

*Dados do fabricante